Teresina

Covid-19: Prefeitura de Teresina exige 10% de cemitérios privados

Robert Rios explica exigência da Prefeitura em cemitérios privados em Teresina (Foto: Efrém Ribeiro)

A Prefeitura Municipal de Teresina vai tomar medidas drásticas em consequência da pandemia do novo coronavírus. O secretário municipal de Finanças e vice-prefeito Robert Rios (PSB) informou, na manhã do sábado (3), que 10% das terras dos cemitérios particulares, por Lei, são de propriedade do município, que vai usar esses espaços para o sepultamento gratuito de mortos pela Covid-19. 

O vice-prefeito afirma que vai fazer valer a lei. “10% das terras dos cemitérios particulares são, por lei, de propriedade da Prefeitura de Teresina. Muito dos cemitérios particulares não estão respeitando essa norma, mas nós vamos fazer respeitar”, declarou Robert Rios. 

Robert Rios informou que o Cemitério Jardim da Ressurreição, na Vila Alto da Ressurreição, na zona Sudeste de Teresina, está cobrando R$ 3,3 milhões para a Prefeitura de Teresina por sepultamentos de corpos autorizados pelo município, mas não apresentou nenhum documento. “O Cemitério da Ressurreição não apresentou nenhum contrato com a Prefeitura de Teresina porque o acerto teria sido feito de forma verbal com Evandro Hidd”, afirmou Robert Rios. 

O vereador Evandro Hidd (PDT) foi o superintendente de Desenvolvimento Urbano Sudeste na gestão do ex-prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB).

Fonte: Meio Norte

Related posts

Samu de Teresina é 1º no Nordeste a criar plano para atender surdo

Moisés Costta

Pré-candidato a vereador Alex Almeida tem audiência com o Deputado Merlong Solano

Moisés Costta

Prefeitura de Teresina confirma retomada da economia e lista o que vai reabrir

Moisés Costta