Decisão

Justiça proíbe prefeito Diego Teixeira e primeira dama de divulgar pesquisa irregular

O juiz Kelson Carvalho Lopes da Silva, da 08ª Zona Eleitoral, atendeu representação feita pela Comissão Provisória do PSD no município de Amarante e determinou liminarmente a retirada de pesquisa feita em desacordo com a legislação eleitoral e divulgada por correligionários do prefeito Diego Teixeira (Progressistas).

Além do prefeito, foram alvos da representação, a primeira dama Ana Tércia Teixeira, o Jornal Meio Norte, a fonoaudióloga Tairini Sibele e o Facebook.

A decisão liminar dada na última quinta-feira (26) determina a retirada imediata das publicações no jornal e nas redes sociais. O facebook devera retirar a publicação dos perfis @diegolamartinesoaresteixeira; @tercinhasc e @tairinesibele.

A representação pede a aplicação de multa aos representados no valor individual que vai de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

A pesquisa irregular uma suposta liderança do prefeito Diego Teixeira em todos os cenários a intenção de votos na eleição para prefeito de 2020, citando ainda, uma possível  alta rejeição  no nome do ex-prefeito Luís Neto (PSD).

Não bastasse o fato de a pesquisa não ter sido registrada no TSE, o atual prefeito, tenta polarizar entre  o seu  próprio nome,  e o do ex-prefeito Luís Neto, ignorando o nome do seu principal adversário na eleição de 2016, Clemilton Queiroz (PT),  que atualmente é presidente da Fundespi, no governo de Wellington Dias (PT). 

Ana Tercia divulgou em sua rede social. 

Related posts

Mãe acusada de matar filho por homofobia é condenada a 25 anos de prisão

Moisés Costta

Governadores do Nordeste pedem respeito a Bolsonaro e mantêm isolamento social

Moisés Costta

TCE-PI notifica Regeneração e 115 cidades sobre o limite de gastos da LRF

Moisés Costta