Denúncia

Telegram diz que não há evidências de ataque de hacker no app de Moro e Dallagnol

Telegram diz que não há evidências de ataque de hacker no aplicativo de Moro e Dallagnol

O aplicativo de mensagens Telegram disse nesta terça-feita (11) que não há evidências de que tenha havido invasão por hacker das contas do aplicativo do ex-juiz Sergio Moro e do chefe da Lava Jato no Paraná, procurador Detran Dallagnol e integrantes da força-tarefa do MPF.

A informação foi comentando logo depois nas redes sociais do deputado federal Henrique Fontana (PT/RG). Ele deixa transparecer que a estória de Moro e Dallagnol seja mais um farsa pra desqualificar o conteúdo das reportagens do site Intercept Brasil, que publicou conversas entre o procurador e o então juiz.

Eles disseram na imprensa que seus telefones foram invadidos por hackers e de que dados de suas redes teriam sido copiados para ser mais uma forma encontrada pelo chefe da Operação Lava Jato em Curitiba, procurador da República, Detran Dallagnol do ex-juiz Moro, agora ministro da Justiça de Jair Bolsonaro.

Parlamentares de partidos de oposição seguem a tese de Fontana. Dizem que a ideia de Moro e Dallagnol e tentar colocar suspeitas e desqualificar o conteúdo bombástico das suas conversas com o então juíz Sérgio Moro para planejar a condenação do ex-presidente Lula, confirmo publicou o Intercept Brasil.

Fonte: Piaui Hoje

Related posts

Especialistas veem juiz sob suspeição para julgar Lula

Moisés Costta

Queiroz admite ao MP que recolhia parte do salário dos servidores de Flávio Bolsonaro

Moisés Costta

Publicações sobre “golden shower” são removidas do Twitter de Bolsonaro

Moisés Costta