Economia

Piauí é 3º do ranking como estado mais fácil para abrir empresas no Brasil

Piauí ficou em terceiro lugar como estado mais fácil para abrir empresas no Brasil, conforme o relatório “Doing Business Subnacional Brasil 2021” elaborado pelo Banco Mundial. De 0 a 100, o Piauí ficou em terceiro lugar com 84,05 pontos. 

A pontuação do estado é melhor que a média do Brasil (80,7 pontos) e dos países da América Latina e Caribe (79,7 pontos). 

Para a presidente da Junta Comercial do Estado do Piauí (Jucepi), Alzenir Porto, o relatório atesta o trabalho realizado nos últimos anos para melhorar o ambiente de negócios no estado. 

“Com o apoio do governador Wellington Dias, realizamos importantes investimentos na modernização da Jucepi com o objetivo de desburocratizar e simplificar procedimentos no registro de empresas. Hoje o processo de abertura de empresas é 100% on-line, disponível 24h em qualquer dia da semana no sistema Piauí Digital”, afirma a presidente.

Alzenir Porto é presidente da Federação Nacional das Juntas Comerciais
Alzenir Porto é presidente da Federação Nacional das Juntas Comerciais

Estados tiveram boa avaliação

Alzenir Porto, presidente da Federação Nacional das Juntas Comerciais (Fenaju) ressalta que, de uma maneira geral, todos os estados saíram bem. “As juntas comerciais do Brasil, sob a coordenação da Fenaju, vêm trabalhando desde 2015 na melhoria do ambiente de negócios. O resultado é que, numa escala até 100, os estados ficaram entre 84,7 e 72,2 com uma variação percentual pequena.  E isso se deve ao trabalho das juntas comerciais que lideraram em competência e excelência, contribuindo para o crescimento e para a melhoria do ambiente de negócios do país”, comenta. 

Segundo o relatório, o ambiente de negócios do Brasil apresenta forte variação a nível subnacional e há exemplos de boas práticas em diferentes estados. O documento cita o Piauí como exemplo de localidade que unificou as etapas de registro e pós-registro de empresas na junta comercial. As empresas localizadas no Piauí precisam de nove procedimentos para a legalização do negócio, enquanto a média nacional é de 11.

relatório do Banco Mundial apresenta uma análise comparativa do ambiente de negócios em 27 localidades brasileiras, em cinco áreas: abertura de empresas, obtenção de alvarás de construção, registro de propriedades, pagamento de impostos e execução de contratos.

Piauí é 3º do ranking como estado mais fácil para abrir empresas no Brasil - Imagem 2

Fonte: Meio Norte

Related posts

Temer dá reajuste a juízes federais em troca do fim do auxílio-moradia

Moisés Costta

Guedes quer que Bolsonaro escolha entre Bolsa Família e reajustes

Moisés Costta

Empresários provocam aglomeração em protesto e governador afirma que volta desordenada é “o caminho da morte”

Moisés Costta