• Home
  • Polícia
  • Laudo revela que gêmeos de Curralinhos nasceram vivos
Polícia

Laudo revela que gêmeos de Curralinhos nasceram vivos

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) comprovou que os bebês -um casal de gêmeos – encontrados mortos em um matagal na cidade de Curralinhos, nasceram vivos. Segundo o IML, a causa da morte é indefinida, já que não foram encontrados sinais que pudessem chegar a uma conclusão.

De acordo com o laudo, os pulmões, coração, dentre outros órgãos das crianças  tinham anatomias normais, sem alterações visíveis. Os órgãos da cavidade abdominal também não tinham alterações aparentes, informou o IML.

“As crianças nasceram vivas e não apresentavam lesões, escoriações, hematomas. Supõe-se que elas nasceram vivas e não tiveram assistência pós-parto, como limpeza, reanimação. O laudo apontou causa indefinida e diz que as crianças nasceram vivas pelo fato de os pulmões estarem com secreção”, afirmou o delegado.

Baseado no laudo, o delegado do 18º Distrito Policial, Anchieta Pontes, que investiga o caso, adiantou que as hipóteses de infanticídio e aborto provocado estão descartadas. “O laudo tira a hipótese de as crianças terem sido assassinadas, que a mãe tenha matado essas crianças logo após o parto. Eu acho que quando ela correu para casa, deixou as crianças lá e por falta de assistência morreram sufocadas”, afirmou.

Em posse do laudo, o delegado disse que vai ouvir a mãe, os pais dela, integrantes do Conselho Tutelar, e o irmão da mãe dos gêmeos – que foi quem encontrou os corpos.

“A gente precisava do laudo antes de ouvir as pessoas. Provavelmente a mãe vai responder  por abandono de incapaz. Ela teve o filho e abandonou no local. O irmão dela só encontrou os fetos porque saiu seguindo as manchas de sangue”, afirmou.

Logo após as crianças nascerem, a mãe deu entrada no Hospital de Demerval Lobão. Os fetos tinham entre 8 e 9 meses de gestação.

Fonte: Cidadeverde.com

Related posts

Polícia prende condenado pela Justiça e acusado de roubo

Moisés Costta

PRF apreende caminhão com mais de 40 toneladas de madeira ilegal em Picos

Moisés Costta

Polícia deflagra Operação Réprobo e prende 7 no litoral do Piauí

Moisés Costta