• Home
  • Polícia
  • Fábio Abreu diz que quadrilha planejava novos assaltos a bancos no Piauí
Polícia

Fábio Abreu diz que quadrilha planejava novos assaltos a bancos no Piauí

O secretário de segurança pública do Piauí, Fábio Abreu, revelou nesta segunda-feira (06), durante atendimento à impressa, deu detalhes da operação que encontrou os integrantes da quadrilha responsável por assaltas duas agências bancárias em Campo Maior, estava planejando novos assaltos aos bancos dos municípios de Esperantina, Batalha e Piracuruca.

“Nós montamos esse plano de emergência, analisamos imagens e tivemos informações de onde os envolvidos poderiam estar. A partir disso montamos um cerco na região de Piracuruca, mas eles já estavam retornando para o local onde dormiram no primeiro dia para planejar novos assaltos a bancos”, afirmou.

Fábio Abreu revelou ainda que a quadrilha, que possui integrantes de Minas Gerais, já tinha cometido outros assaltos no Piauí. “Eles tinham um planejamento que já tinha executado aqui no Piauí. Eles realizaram pelo menos três roubos, sendo em sequência em Jaicós, Oeiras e Campo Sales”, acrescentou.

Na manhã desta segunda-feira (06/05), a Secretaria Estadual de Segurança Pública confirmou a morte de mais dois homens envolvidos nos assaltos a bancos na cidade de Campo Maior, aumentando para 8 o número de mortos em confronto com a polícia. Na manhã de domingo (05), cinco suspeitos de explodir as agências bancárias já tinham sido  mortos em confronto com a Polícia Militar do Piauí.

Os criminosos foram mortos na cidade de Barras durante um confronto com a polícia. Com eles, os policiais realizaram apreensão de armas e munições. Os suspeitos foram identificados como Igor da Silva Lima, ex-presidiário, natural de Minas Gerais, e Antônio de Paula França, conhecido por diversas passagens na polícia do Piauí, pela prática de assaltos.

Crédito: Divulgação/SSP-PI

Relembre o caso

Um grupo de assaltantes explodiram e assaltaram, simultaneamente, as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, no município de Campo Maior, a 78 km de Teresina.  A ação criminosa ocorreu por volta de 1h da última terça-feira, 30 de abril. Com o impacto da explosão, a agência bancária do Bradesco, que fica próximo a um dos bancos, também teve ficou danificada. A suspeita é de que pelo menos 20 suspeitos tenham participado das explosões.

Related posts

Golpe contra idosos era liderado por advogados de 5 escritórios, diz Gaeco

Moisés Costta

Professor piauiense é executado com 20 disparos na fronteira com o Paraguai

Moisés Costta

Estudante que agrediu árbitra vai responder em liberdade; laudo aponta lesão leve

Moisés Costta