Polícia

Funcionários da Equatorial Piauí são presos por cobrar R$ 2 mil de propina para não cortar energia

Dois funcionários terceirizados da Equatorial Piauí foram presos suspeitos de cobrar R$ 2 mil de propina a consumidores flagrados por desvio de energia elétrica. As prisões ocorreram nesta quinta-feira (30) na cidade de Canto do Buriti, no interior do Piauí. 

“A denúncia foi feita anonimamente há dois dias e ontem conseguimos fazer o flagrante. Cumpre destacar que a Equatorial Piauí não compactua com este tipo de prática e, inclusive, foi a empresa que denunciou o crime à Polícia Civil, demonstrando compromisso com a ética e moralidade no serviço público”, explica o delegado Yan Brayner, titular na delegacia em Canto do Buriti.

Os funcionários presos não tiveram os nomes divulgados. Eles eram lotados na sede da empresa no município de Floriano, mas atuavam na cidade onde foram presos. 

O delegado orienta que possíveis novas vítimas devem procurar a delegacia da cidade. 

Fonte: cidadeverde.com

Related posts

Amarante: Polícia recupera moto roubada de professor e prende suspeitos

Moisés Costta

Homem é preso por suspeita de furto e arrombamento em Amarante

Moisés Costta

Bombeiro é preso por suspeita de envolvimento na morte de Marielle Franco

Moisés Costta