• Home
  • Saúde
  • Em três meses, 40 profissionais deixaram o programa Mais Médicos no Piauí
Saúde

Em três meses, 40 profissionais deixaram o programa Mais Médicos no Piauí

A população de 43 municípios do Piauí sofrem com a desistência de 40 profissionais que faziam parte do programa Mais Médico. De acordo com o coordenador de Vigilância e Atenção à Saúde, Hérlon Guimarães, o Ministério da Saúde se comprometeu a enviar mais profissionais para o Estado até o final do mês de abril.

O Estado possui 83 vagas em aberto. “Técnicos do Ministério da Saúde estiverem no Piauí por meio de solicitação da Secretaria de Saúde. Eles nos pediram esse prazo até o final de abril para enviar mais profissionais”, explica. Do total de 40 profissionais que desistiram do programa, 32 substituíam os médicos cubanos que deixaram o país.

Hérlon Guimarães afirma que o período de residências médicas também contribuiu para as desistências dos médicos. “De janeiro a março ocorrem as residências médicas no país. Os médicos foram sendo aprovados em residências médicas e isso nos causou ausências. Temos abertas agora 83 vagas. As ausências causam prejuízos para a população em 43 municípios que estão desassistidos na assistência a saúde básica”, disse.

As principais cidades afetadas se encontram na região  Norte do Estado. Faltam médicos em municípios como  Esperantina, Barras, Beneditinos, Campo Maior e José de Freitas. Em todo o país, o número de desistências chegam a 1052 profissionais.

Fonte: Cidade Verde

Related posts

Médicos defendem que a Fé pode ajudar no tratamento e cura de doenças

Moisés Costta

Tuberculose é uma doença negligenciada, alerta Sesapi

Moisés Costta

Entenda qual a importância de ir ao dentista regularmente

Moisés Costta