Saúde

Piauí atinge 65,96% da cobertura vacinal contra a gripe

A pouco mais de uma semana para o encerramento da 21º Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, o Piauí já imunizou mais de 597.305 pessoas, cerca de 65,96% do público-alvo. A campanha segue até o dia 31 de maio e a meta é vacinar 90% do público elegível.

Mesmo com os números favoráveis, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) faz um alerta sobre a importância da imunização dos grupos prioritários.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, ressalta aos públicos elegíveis da campanha a importância da imunização. Segundo o gestor, a vacina é imprescindível para reduzir possíveis complicações de uma gripe. “Assim a população fica protegida ainda de doenças respiratórias mais graves, evitando ainda internações e a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da influenza”, esclareceu o secretário.

Ao todo, foram disponibilizados 951.520 doses de vacina, além de seringas e agulhas, para todos os 224 municípios piauienses. O grupo prioritário mais imunizado é o dos funcionários do sistema prisional (129,87%), seguido das puérperas (72,98%), idosos (70,56%), gestantes (67,36%), crianças (65,75%), trabalhadores de saúde (63,26%), professores (59,2%), pessoas com comorbidades (58,32%), população privada de liberdade (32,36%) e policiais, militares, bombeiros e forças armadas (23,49%).

Os municípios com menor cobertura vacinal até o momento são: Morro Cabeça no Tempo (14%), Paquetá (15,7%), São Luís do Piauí (18%), Lagoa do Sítio (20,41%), Fronteiras (29,05%), Flores do Piauí (32,51%), Cajueiro da Praia (33,64%), Luzilândia (34,02%), São Gonçalo do Gurgueia (34,09%), Dom Inocêncio (36,76%) e Avelino Lopes (39,11%).

A coordenadora de imunização, Kássia Barros chama a atenção sobre a importância dos municípios alimentarem o sistema com os dados da cobertura vacinal e realizar ações para imunização sua população.

Já com os municípios que atingiram ou ultrapassaram a meta são: Curralinhos (96,11%), Vera Mendes (95,3%), Francisco Ayres (92,67%), Brasileira (92,29%), Lagoa de São Francisco (92,21%), Lagoa do Piauí (92,08%), Barro Duro (90,78%) e Jurema (90,19%).

Com informações do Viagora

Related posts

Tuberculose é uma doença negligenciada, alerta Sesapi

Moisés Costta

Solidão: O que é, o que fazer ao se sentir sozinho e frases

Moisés Costta

Engenheiro piauiense portador de ELA pede ajuda para tratamento

Moisés Costta