Saúde

Piauí começa a reduzir leitos para covid-19; ocupação de UTIs fica abaixo de 60%

O fechamento do hospital de campanha do ginásio Verdão, em Teresina, marca a redução de leitos para pacientes com covid-19 no Piauí, um processo iniciado no final de julho e que avançou com a queda nas internações.

O Piauí chegou a contar com 1.033 leitos clínicos, destinados a pacientes com sintomas menos graves da covid-19. Com a queda na procura ao longo do mês de agosto, alguns leitos começaram a ser liberados para internações por outras doenças. 

Na quarta-feira (19), eram 811 leitos clínicos destinados a pacientes infectados pelo coronavírus. No início de abril, eram 723. 

Com 412 pacientes internados, a ocupação dos leitos clínicos era de 50,8%, até a última quarta-feira (19). 

O que tem se mantido no mesmo patamar é a disponibilidade de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), destinadas a pacientes infectados pelo coronavírus e com estado mais grave de saúde. De julho para agosto, o número de leitos sofreu redução de 458 para 449. 

Enquanto há folga nas internações que possibilite o fechamento de leitos clínicos, as UTIs mantém ocupação constante – ainda que longe dos 75% registrados em julho. 

Desde o dia 9 de agosto, a ocupação das UTIs para pacientes com coronavírus no Piauí fica abaixo de 60%, sendo 55,9% ocupados na capital e 58,4% no interior do estado. 

No entanto, a tendência de queda nas internações parece ter se invertido nos últimos dias. Desde domingo (16), a ocupação de leitos apenas cresceu – passou de 639 para 672 internados na última quarta-feira (19).

Fonte: cidadeverde.com

Related posts

38 municípios do Piauí não atingiram meta de vacinação contra pólio e sarampo

Moisés Costta

Hospital de Campanha Estadual do Verdão encerra o atendimento

Moisés Costta

Piauí confirma primeira morte por Febre do Nilo Ocidental no Brasil

Moisés Costta