Saúde

MPF recomenda que Wellington Dias não envie vacina destinada do Piauí ao Amazonas

O governador Wellington Dias (PT) recebeu uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para não enviar vacinas contra a Covid-19 destinadas ao Piauí a outros estados, como propôs o chefe do executivo estadual piauiense em reunião do Fórum de Governadores do Brasil na semana passada.

Wellington Dias conseguiu aprovação dos governadores para que 5% das vacinas que o Brasil receberá sejam encaminhadas ao Amazonas – devido a crise de saúde pública que o estado enfrenta com a falta de oxigênio e de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – e que o restante seja distribuído entre os demais estados.

Porém, na recomendação, o procurador regional dos Direitos do Cidadão, Kelston Pinheiro Lages, classificou como escassa a quantidade de vacinas no Piauí e que o envio para outros estados seria uma violação do Plano Nacional de Imunização. Ele afirmou ainda que a medida seria um desamparo aos grupos prioritários do Piauí.

“Ressaltamos que a ordem dos referidos grupos prioritários deve ser respeitada, uma vez que as doses de vacina são limitadas e devem ser direcionadas para os grupos com mais riscos de desenvolver formas graves da doença”, escreveu na recomendação.

O MPF quer que em cinco dias o governador apresente documentos que comprovem que a recomendação foi acatada. O procurador lembrou que a decisão do envio das vacinas pode configurar improbidade administrativa.

A vacina no Piauí

O Piauí recebeu um total de 61.160 doses no primeiro lote da CoronaVac, no dia 18 de janeiro. No último domingo (24) o estado recebeu 24 mil doses da vacina Astrazeneca e deve receber nesta segunda-feira (25) um segundo lote com mais 11 mil vacinas CoronaVac .

Em nota, o governo do Piauí afirmou que o envio de 5% das vacinas para o estado do Amazonas será de responsabilidade do Ministério da Saúde e que foi uma medida discutida pelos governadores e por técnicos do governo federal.

Veja a nota

O Governo do Piauí informa que não envia vacinas para o Amazonas, mas sim o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde. Todas as vacinas recebidas no Piauí são aplicadas no próprio estado, obedecendo o Plano Nacional de Imunização (PNI). Esclarece ainda que a possibilidade de envio (pelo Ministério da Saúde) de 5% das doses disponíveis no país para o estado do Amazonas foi uma ação discutida entre técnicos do Ministério e o Fórum Nacional de Governadores para que estados em situações de colapso, seja o Amazonas ou qualquer outro, tenham a atenção devida para a reversão do quadro.

Fonte: O Dia

Related posts

PROTEJA A SUA SAÚDE NO CARNAVAL COM ESSAS 9 DICAS

Moisés Costta

Coren-PI realiza fiscalizações em unidades de saúde do Piauí

Moisés Costta

Nike anuncia sapatos especiais para médicos e enfermeiros: conforto pra salvar vidas

Moisés Costta